Como os signos influenciam o nosso dia-a-dia

Muitas pessoas valorizam tudo o que está relacionado com a astrologia, leem tudo sobre os seus signos e ascendentes, relevam essas informações e sentem-se verdadeiramente ligadas a estas matérias. Por outro lado, muitos são aqueles que consideram que os signos não têm importância nenhuma, que pouco sabem sobre o assunto e que não se preocupam com isso. Saiba como os signos influenciam o nosso dia-a-dia e como interferem nas coisas mais básicas.

Personalidade diferente

Quando alguém tem uma personalidade que não se identifica nem com o pai, nem com a mãe e nem mesmo com a restante família, muitas vezes as pessoas acabam por não perceber o porquê, mas a verdade é que os signos têm algo muito forte a dizer nessas matérias e cada pessoa tem traços de personalidade e de feitio em muito determinados pelo signo do zodíaco.

Características inatas

Se a pessoa tem imenso jeito para a pintura, música, escrita, dança ou para qualquer outra atividade mais artística e que requer um talento especial sem conseguir ter explicação para tal, se pesquisar as características do seu signo, o mais certo é que esse talento ou qualidade esteja incluído no leque de atividades a que os nativos daquele signo estão mais propensos.

Compreensão de feitios

Pode ser difícil compreender o outro, aquilo que ele pretende, as coisas com que se identifica e até as suas atitudes e, muitas vezes, saber de que signo é que ele é pode facilitar a compreensão e pode quebrar muitas barreiras. Ao ler mais sobre o signo de alguém e sobre o seu ascendente, muitas coisas podem ficar devidamente explicadas, o que pode ajudar a melhorar muitos relacionamentos pessoais.

Escolha de profissões

A orientação profissional de cada um também pode ser altamente influenciada pelo signo de que é nativo pois, muitas vezes, a pessoa vai acabar por se identificar mais com uns espetros laborais do que com outros e a explicação pode mesmo estar presente na astrologia.

Compreensão de si mesmo

Se o signo já diz muito sobre a pessoa, saber, concretamente, qual o ascendente vai deixar a pessoa a pensar "realmente, eu sou assim" e até pode funcionar para abrir os olhos do próprio indivíduo para determinadas atitudes que tem e que nunca parou para pensar as suas motivações ou para objetivos que nunca percebeu que eram importantes ou imprescindíveis para a sua felicidade.

Ter um "auto guia"

A elaboração de um mapa astral pode funcionar como um verdadeiro guia para a pessoa saber lidar consigo, com as suas frustrações e alegrias e com as dúvidas que se colocam no caminho da vida. Assim, recorrendo àquele documento que é tão pessoal, a pessoa pode repensar em tudo, perceber se está na rota mais certa e indicada para si, ajustar-se se perceber que não está e seguir em frente, mais convencido de que está a fazer a coisa certa e, como tal, mais confiante.

Auxílio na educação

Pedir para que seja efetuado um mapa astral de um filho pequeno pode ajudar, em muito, a educá-lo, a compreendê-lo e a acompanhá-lo pelas diferentes fases da vida. Para os pais que têm dificuldades em entender muitas das atitudes dos filhos ou que sentem que não conseguem mesmo ajudá-los, este pode ser um passo importante para que todos fiquem mais ligados e felizes.

A sua votação: